terça-feira, 5 de maio de 2009

JUIZ ODILON DE OLIVEIRA – ESSE É O CARA DE VERDADE

 

*Francisco Carlos Garisto com reportagens da Revista Época e o Estado de S.Paulo

Odilon de Oliveira, de 56 anos, estende o colchonete no piso frio da sala, puxa o edredom e prepara-se para dormir ali mesmo, no chão, sob a vigilância de sete agentes federais fortemente armados. Oliveira é juiz federal em Ponta Porã, cidade de Mato Grosso do Sul na fronteira com o Paraguai e, jurado de morte pelo crime organizado, está morando no fórum da cidade. Só sai quando extremamente necessário, sob forte escolta. Em um ano, o juiz condenou 114 traficantes a penas, somadas, de 919 anos e 6 meses de cadeia, e ainda confiscou seus bens. Como os que pôs atrás das grades, ele perdeu a liberdade. “A única diferença é que tenho a chave da minha prisão”, analisa Odilon.

Traficantes brasileiros que agem no Paraguai se dispõem a pagar US$ 300 mil para vê-lo morto. Desde junho do ano passado, quando o juiz assumiu a vara de Ponta Porã, cidade que faz fronteira com o Paraguai e porta de entrada da cocaína e da maconha distribuídas em grande parte do País, as organizações criminosas tiveram muitas baixas.Nos últimos 12 meses, sua vara foi a que mais condenou traficantes no País.
Oliveira confiscou ainda 12 fazendas, num total de 12.832 hectares, 3 mansões - uma, em Ponta Porã, avaliada em R$ 5,8 milhões - 3 apartamentos, 3 casas, dezenas de veículos e 3 aviões, tudo comprado com dinheiro das drogas. Por meio de telefonemas, cartas anônimas e avisos mandados por presos, Oliveira soube que estavam dispostos a comprar sua morte.

“Os agentes federais descobriram vários planos para me matar”, inicialmente com oferta de US$100 mil.” Revela o juiz .No dia 26 de junho, o jornal paraguaio Lá Nación informou que a cotação do juiz no mercado do crime encomendado havia subido para US$ 300 mil. “Estou valorizado”, ironizou sem medo. Ele recebeu um carro com blindagem para tiros de fuzil AR-15 e passou a andar armado e escoltado por agentes federais.

Para preservar a família, mudou-se para o quartel do Exército e em seguida para um hotel. Há duas semanas, decidiu transformar o prédio do Fórum Federal em casa. “No hotel, a escolta chamava muito a atenção e dava despesa para a PF.” É o único caso de juiz que vive confinado no Brasil. A sala de despachos de Oliveira virou quarto de dormir. No armário de madeira, antes abarrotado de processos, estão colchonete, roupas de cama e objetos de uso pessoal. O banheiro privativo ganhou chuveiro. A família , mulher, filho e duas filhas, que ia mudar para Ponta Porã, teve de continuar em Campo Grande. O juiz só vai para casa a cada 15 dias, com seguranças.

Oliveira teve de abrir mão dos restaurantes e almoça um marmitex, comprado em locais estratégicos, porque o juiz já foi ameaçado de envenenamento. O jantar é feito ali mesmo. Entre um processo e outro, toma um suco ou come uma fruta. “Sozinho, sem os federais , não me arrisco a sair nem na calçada.”

Uma sala de audiências virou dormitório, com três beliches e televisão. Quando o juiz precisa cortar o cabelo, veste colete à prova de bala e sai com a escolta. “Estou aqui há um ano e nem conheço a cidade.” Comenta Oliveira . Na última ida a um shopping, foi abordado por um traficante. Os agentes tiveram de intervir.

Azar do tráfico que o juiz tenha de ficar recluso.. Acostumado a deitar cedo e levantar de madrugada, ele preenche o tempo com trabalho. De seu “bunker”, auxiliado por funcionários que trabalham até alta horas da noite, vai disparando sentenças.

Como a que condenou o mega traficante Erineu Domingos Soligo, o Pingo, a 26 anos e 4 meses de reclusão, mais multa de R$ 285 mil e o confisco de R$ 2,4 milhões resultantes de lavagem de dinheiro, além da perda de duas fazendas, dois terrenos e todo o gado. Carlos Pavão Espíndola foi condenado a 10 anos de prisão e multa de R$ 28,6 mil. Os irmãos , condenados respectivamente a 21 anos de reclusão e multa de R$78,5 mil e 16 anos de reclusão, mais multa de R$56 mil, perderam três fazendas.

O mega traficante Carlos Alberto da Silva Duro pegou 11 anos, multa de R$82,3 mil e perdeu R$ 733 mil, três terrenos e uma caminhonete. Aldo José Marques Brandão pegou 27 anos, mais multa de R$ 272 mil, e teve confiscados R$ 875 mil e uma fazenda.
Doze réus foram extraditados do Paraguai a pedido do juiz, inclusive o “rei da soja” no país vizinho, Odacir Antonio Dametto, e Sandro Mendonça do Nascimento, braço direito do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar.

“As autoridades paraguaias passaram a colaborar porque estão vendo os criminosos serem condenados.” Avalia Oliveira.

O juiz não se intimida com as ameaças e não se rende a apelos da família, que quer vê-lo longe desse barril de pólvora.

Ele é titular de uma vara em Campo Grande e poderia ser transferido, mas acha “dever de ofício” enfrentar o narcotráfico. “Quem traz mais danos à sociedade é mega traficante. Não posso ignorar isso e prender só mulas (pequenos traficantes) em troca de dormir tranqüilo e andar sem segurança..” justifica o juiz recluso.

Acostumado com a luta desde criança.

Odilon Oliveira nasceu há 58 anos na pequena Exu, cidade do sertão pernambucano. Terceiro dos oito filhos dos lavradores Expedito e Domercília, teve uma infância miserável. Passou fome, mas resistiu. Alguns primos e um irmão não sobreviveram à pobreza. Para evitar novas mortes, a família fugiu da seca e embarcou na carroceria de um caminhão para tentar a sorte em Mato Grosso do Sul, Estado que promovia um programa de colonização.

Odilon começou a trabalhar na roça aos 5 anos, plantando arroz, mandioca e criando galinhas – tudo para subsistência. Aos 9 anos, começou a estudar incentivado pela mãe. “Meus pais eram analfabetos, mas na família da minha mãe tinha gente que sabia escrever cartas. Por isso ela me forçava a estudar”, diz. Tomou gosto pelos livros e passou a vender ovos e legumes para poder comprar lápis e caderno. Virou o centro das atenções da família, que todas as noites se reunia em torno de um lampião a querosene para ouvir Odilon ler literatura de cordel.

Após terminar o ensino médio, passou no vestibular de Direito de uma universidade particular de Campo Grande. Para custear os estudos, trabalhou como professor primário em uma cidade próxima. Acordava às 4 da manhã e chegava em casa depois da meia-noite. Formado em Direito, passou em vários concursos públicos. Foi procurador da União, promotor de justiça, juiz estadual, até chegar, em 1986, ao cargo que ocupa hoje: juiz federal. Ele é o único da família que conseguiu um diploma de curso superior.

A infância sofrida e a adolescência difícil parecem menos cruéis que a atual realidade do juiz. “Apesar de eu não me arrepender de nada do que fiz, a vida que eu levo hoje é mais dura. Eu sou uma pessoa mais triste do que eu era antes”, admite o doutor Odilon.

A miséria maior é que o juiz vislumbra um futuro ainda mais obscuro. “Eu tenho medo do que vai ser daqui a 11 anos, quando eu me aposentar. Vou perder a proteção policial e ainda vai ter muita gente querendo se vingar de mim”, diz. Sua escolta será reduzida aos santinhos e à imagem de São Jorge, que descansa em cima de seu armário.

Funcionário público como o juiz Odilon de Oliveira é que deveria ser exaltado diariamente pela mídia e pela população brasileira e não policiais de um trabalho só, que usam a carreira para trampolins eleitoreiros e eleitorais.

Funcionário Público como Odilon é que deveria receber de presente merecidamente, pelo risco e trabalho prestado, um cargo em Emabaixada do Brasil no exterior para ganhar com segurança 20 mil dólares por mes, juntamente com a sua família , que estaria em segurança.

Funcionário público como Odilon é que deveria ser lembrado para assumir vagas nos Tribunais Superiores Federais e não alguns apaniguados do governo de plantão.

Brasileiro como Odilon de Oliveira é que deveria receber votos para deputado, senador ou até presidente da república e não traidores de suas instituições que trabalham mais para a mídia do que para o Brasil.

Os traficantes e bandidos condenados por Odilon de Oliveira podem até ameaçá-lo, mas devem ter nas suas mentes que , se algo acontecer com esse juiz federal os executores e os mandantes da maldade serão caçados em qualquer lugar do mundo por todos os Agentes da Polícia Federal.

Enfim, Odilon de Oliveira é o CARA de VERDADE !

*Francisco Carlos Garisto é Conselheiro e ex-Presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais-FENAPEF

24 comentários:

  1. PARABENS PELA BELA HOMENAGEM A QUEM REALMENTE MERECE. VIVA A TODOS QUE TRABALHAM POR UM BRASIL MELHOR. VIVA A POLICIA FEDERAL !!!

    ResponderExcluir
  2. JOSE PEDRO DE VARGAS17 de setembro de 2009 14:00

    SE NOSSOS POLITICOS FOSSEM SERIOS COMO SERAI BOM CONVIDAR ESSE JUIZ PARA FAZER PARTE DO SUPREMO, OU QUEM SABE MINISTRO DA JUSTIÇA,

    VARGAS.... GUAIRA...

    ResponderExcluir
  3. Olá Francisco tudo bem? Meu nome é Aline Leque sou jornalista, e irei fazer um artigo especial sobre o juiz Odilon de Oliveira, e gostaria de um contato seu, pra que eu pudesse explicar melhor. E tabmbém saber, se o senhor possui o contato do Juiz Odilon de Oliveira.

    meu email:
    aline.leque@hotmail.com

    Aguardo resposta

    abraço

    =)

    ResponderExcluir
  4. RARIDADE...RARIDADE... ÍNDOLE... ÍNDOLE,,, DEUS TE ACOMPANHE ...E ACOMPANHARA.

    ResponderExcluir
  5. Esse é o cara mesmo..

    ResponderExcluir
  6. fica uma homenagem, aques que com presteza, realiza atos em comum, prestanto conta a sociedade e apricando a conduta moral, a gratidão de nosssos personagens hinstoricos no ramo do direito que fez papel importante em nosso sistema juridico, aqueles que se esforçaram para a manter a justiça, e que continuem atuando em conjunto as istituiçãoes ao combate a criminalidade... um abraço a todos

    ResponderExcluir
  7. **Que Deus abençõe, proteja sempre esse MM Juiz**

    ResponderExcluir
  8. o Brasil devia se valer de pessoas como ele na republica,que o Espirito Santo de Deus possa estar com ele sempre

    ResponderExcluir
  9. Ontem ouvi de amigos em uma mesa de almoco em lugar de altas rodas, que a etica que eu quero para o Brasil eh utopica. Hoje,lendo esse artigo e conhecendo o Juiz Odilon, meu peito se enche de esperanca e eu me emociono as lagrimas de saber que , apesar de tudo,eh possivel sim. Eu nao estou soh e estouna perfeita companhia Do exelentissimo Juiz ODILON a qual muito me orgulho.

    ResponderExcluir
  10. Tenho um blog com mais de 100 acessos diários.
    Peço autorização para transcrever o post acima em meu blog para ajudar a divulgar para todo o Brasil e o mundo esse grande exemplo de homem e de funcionario publico.

    Wagner Sarchis
    blog: www.wagnersarchis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Fique a vontade meu amigo, um homem como esse Odilon merece ter a sua vida enaltecida. Tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente em um congresso em Brasília e a simplicidade dele foi contagiante. Pode reproduzir onde bem entender e da forma que entender.Um abração Garisto.
    OBS: O seu Blog é muito Bom ! Vou dar divulgação a ele aqui no meu Blog.

    ResponderExcluir
  12. Garisto,

    Parabéns pelo trabalho que sempre procurou fazer como policial federal e como dirigente nacional da categoria.
    Seu blog presta bons serviços.

    Odilon de Oliveira
    Juiz Federal/MS

    ResponderExcluir
  13. Obrigado Mestre Odilon. Saiba que não ficará sozinho nunca nessa luta que faz contra o narcotráfico.Todos os policiais federais de VERDADE admiram o seu corajoso e brilhante trabalho.Que Deus te proteja.Um abração!

    ResponderExcluir
  14. ...sonho com o dia em que as autoridades constituídas no nosso país, façam jus ao cargo que ocuparem, cumprindo e fazendo cumprir a lei, sendo exemplos de ética, moral e integridade; acompanho há algum tempo a brilhante e nobre atuação do excelentíssimo Sr. Doutor Juiz federal Odilon de Oliveira a quem tenho inexprimível admiração e profundo respeito. Me emociono e com os olhos molhados me arrepio de orgulho de ser compatriota de um homem como o Dr Odilon; oxalá o supremo tenha suas onze cadeiras ocupadas por magistrados dessa envergadura e poderemos nos alegrar com as sábias e justas deciões que pavimentarão o futuro reservado às nossas crianças... que Deus te abençôe e proteja o senhor e a sua nobre família.

    ResponderExcluir
  15. ...sonho com o dia em que as autoridades constituídas no nosso país, sejam assim: exemplo de integridade, ética e moral e façam jus ao cargo que ocuparem; acompanho a nobre e brilhante atuação do Doutor Odilon por quem tenho indescritivel admiração e profundo respeito; me emociono e com os olhos molhados me arrepio de orgulho de ser compatriota de um homem dessa envergadura; oxalá nossa suprema corte tenha suas onze cadeiras ocupadas por magistrados dessa qualidade e dormiremos em paz, pois ao contrário do que hoje acontece naquele tribunal, as sábias e justas decisões pavimentarão o futuro das nossas crianças...
    Ao senhor Meritíssimo, o meu mais profundo agradecimento por existir...
    Curso Direito e tenho como projeto de vida a carreira da Magistratura Federal e o senhor é uma fonte de inspiração, um referencial...
    E ao Dr. Garisto parabéns pela homenagem.

    ResponderExcluir
  16. Que o Senhor Jesus Cristo, através do Seu exército de anjos celestiais, protejam a ti e tua família. Conte com as minhas orações.

    ResponderExcluir
  17. Gostaria de começar com uma pergunta...
    Seus colegas de profissão não se envergonham? sem contar os políticos, me desculpe, mas, vc não estaria assim, se tds os seus colegas agissem com essa mesma dignidade, bandidos não iria sair matando a maioria, só matam, por que vcs que honram a vossas profissões são poucos e eles podem muito bem dar conta, mas se fosse a maioria, eles não dariam conta.
    Infelizmente quem está te matando, mesmo de forma indireta, são seus colegas de profissão, que são omissos e desleais.
    Se te serve de consolo...MUITO OBRIGADA POR TUDO...QUE DEUS TE ABENÇÕE

    ResponderExcluir
  18. REALMENTE, ESTE ÉUM JUÍZ DE VERDADE, QUE DEUS O PROTEJA SEMPRE,VOU LEMBRAR DELETODOS OS DIAS NAS MINHAS ORAÇÕES.QUE O DIVINO ESPIRITO SANTO O PROTEJA TODOS OS DIAS DE SUA VIDA.
    QUE DEUS O ABENÇÕE SENHOR JUÍZ ÓDILON OLIVEIRA.

    ResponderExcluir
  19. Parabéns pela matéria esse magistrado honra a toga enaltece o judiciário, moraliza o estado de direito, é preciso apoia-lo com atitudes, sem fronteiras a nível nacional.... Luiz Pereira Carlos.

    ResponderExcluir
  20. É muito bom ver pessoas como você demonstrando que existem pessoas de bem como o DR Odilon, que tem um trabalho incansável em prol de uma sociedade que quase nunca reconhece, fique com DEUS.
    Ronaldo

    ResponderExcluir
  21. Que Deus possa abençoar sua vida, pois na pior situação que vc esteja passando o nosso senhor nunca vai te desampará.Vc vai sair dessa vou orar por vc, pois vc é um guerreiro, mesmo sem te conhecer juiz tenho orgulho de vc.Deus é contigo.
    Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares.
    Josué 1:9

    ResponderExcluir
  22. parabéns pra esse meu conterrâneo,pois sou de salgueiro sou pernambucano e é um orgulho ter um homem desse como conterrâneo que assim como luiz gonzaga saiu de exú e hoje é um orgulho nosso,parabéns odilon oliveira.

    ResponderExcluir
  23. JOSE GERALDO DE CARVALHO20 de junho de 2013 10:12

    Sou também natural de Exu-PE, Dr. Odilon, será que compensa tudo que o Sr. está fazendo pela justiça, viver dessa maneira.
    O Sr. está monstrando para o Brasil, quando a justiça deseja fazer o certo faz.
    Quando estiver em gozo de férias, visite sua terra natal, seu nome já consta como importante ao lado de Barbara de Alencar, Barão do exú e outros.

    ResponderExcluir